Isso me fáz lembrar...


Quando assisti esse clip, me veio vários pensamentos...
A qual foi o papel, de um povo que, não concordava com as leis, que majoritários pregavam, na epoca da ditadura. Que por mais que importante seja, que nós nos lembramos, a gente repara que é realmente, bem pouco lembrado pelo povo.
Quando estive trocando ideia com o meu, irmão gêmeo S.J, sobre a ditadura, vimos que é um assunto delicado de se conversar, pois se trata, de um acontecido que não fez nem 50 anos direito, e todo mundo, e todo mundo já se esqueceu. Os documentos são restritos, os crimes acobertados, e estão presente, muitos dos personagens, que hoje são políticos, músicos considerados, atores, jornalistas, e etc...
Reparamos que os mais velhos e vividos, condenam o presente, e sempre diz que a nossa juventude está perdida... ( Embora eu tambem acabo concordando, em partes !).
Muitas vezes reclamei, por achar que nasci na epoca errada. Adiantada dos grandes bailes, a epoca da função, são bento, e não ter dançado, o funk, soul, o flash rap, não ter dançado melodia, numa epoca que as mulheres gostavam de danças agarrinho, e ouvir elogios ao ouvido.
Más quando muito que eu escuto da epoca de um militarismo, mais rígido, é que quando a rota aparecia , realmente não tinha dó, o enquadro era triste, o toque de recolhe, realmente era intenso...
Sempre me pergunto, numa epoca em que a desobediência, era castigada com torturas, cadeia, supostos exílios, e assassinatos, por que não é lembrado hoje ?
Por que não reabrimos os arquivos e pomos um fim nesse silêncio, a qual calou muita gente, até hoje ?
Ví as fotos da greve dos professores no computador do S.J, e realmente achei muita coragem, daquelas pessoas que tem a profissão mais importante, de totas, e que não tem valor, já faz um bom tempo. Pois eles preparam o jovem para o futuro, e hoje são os menos valorizados, salário baixo, muitos com problemoas pscicológicos, pois está pesnsando que dar aula pra um monte de aluno sem incentivo é fácil, é ?
Né não, muita vezes o profissional fica até louco !
E se manter de grave, ficar sem receber, tem que ter coragem e abrir mão das coisas, que por direito, tinha que ser respeitado.

Más será que existe um seqüéla da ditadura, nos tempos de hoje ?
Será que realmente estamos livres, para dizer o que nós queremos ?
Será que finciona a lei da liberasdde de expressão ?
Será que não seremos mais cesurados, por nenhuma força maior ?


Fiz muita questão de colocar essa apresentação, de Jair Rodrigues, com a musica Disparda, mesmo já ter assistido umas dez vezes, pois ela me lembra o orgulho, de ser um rapper, independente, de que ano, ou lugar, chegar, falar, e representar.

Pois chegar na casa do inimigo oculto, e falar o que pensa, realmente é só pa quem tem coragem.
Agora devolta à ditadura de 2008 ...

0 comentários: